Entra no espírito, Conhece Sintra!

Vamos deixar algumas notas da vida em Sintra durante os anos 70. Nesta década, Sintra sofreu mudanças profundas, com o advento da democracia, intervalada pelo agitado período do PREC (1974-76). Aqui ficam alguns dos eventos que mais marcaram esse período em Sintra.

1971

  • Em Abril, a FNAT (Federação Nacional para a Alegria no Trabalho) organiza um serão para trabalhadores em que participam entre outros Maria João Pires e Manuel Lereno;
  • Em Junho, morre Mário Valdez, ex-colaborador do Jornal de Sintra e ex-vereador;
  • Por essa época, 1971, Francisco Cardoso Salgado é presidente da comissão de Sintra do partido único, a ANP(Acção Nacional Popular);
  • A 34ª Volta a Portugal em Bicicleta passa em Sintra, ganhando a etapa Colares-Pena Joaquim Agostinho;
  • Em Setembro, Marcelo Caetano visita Sintra(Queluz);
  • João Pimenta inicia a urbanização intensiva na zona de Sintra com as construções J.Pimenta.

1972

  • Em 1972, é inaugurado o quartel dos Bombeiros Voluntários de Colares, sendo comandante Henrique Lopes;
  • Em Maio, decorrem no Palácio Valenças os II Encontros de Sintra,com Hernâni Cidade, Tânia Achot ,Vitorino Nemésio, Jorge Listopad, entre outros;
  • Ainda nesse mês, inicia-se a urbanização de Rio de Mouro da empresa Urbanil;
  • Em Agosto, é inaugurada a central de betão da firma Duartes  na Portela de Sintra;
  • Em Setembro, realiza-se um cortejo de oferendas a favor do Hospital de Sintra.

1973

  • Em Janeiro, é inaugurada luz eléctrica em Manique de Cima;
  • Em Fevereiro, é inaugurada a luz eléctrica em Albogas;
  • Em Abril, a Comarca de Sintra sobe a 1ª classe;
  • Em Maio, a luz eléctrica chega a Faião,Casais, Silva e Cabrela;
  • Em Julho, é inaugurado o campo de jogos do MTBA;
  • Em Outubro, abre o café Académico, na Portela de Sintra;
  • Em Novembro, a luz eléctrica chega a Godigana e Carne Assada.

1974

  • Em Janeiro, o Ministro do interior Moreira Baptista visita Sintra;
  • Em Fevereiro, encerra na vila a papelaria “Camélia” de Julio Pinto Tavares;
  • Por essa época, o bacalhau custa trinta escudos o quilo (15 cêntimos);
  • O Grupo Dramático do Mucifal leva à cena nos Bombeiros Voluntários de Colares a peça “Recordar é Viver”;
  • António Casul Reis é presidente do Sport União Colarense;
  • IV Encontros de Sintra;
  • Em Maio, dá-se uma grande manifestação em Sintra, que assinala o Primeiro de Maio e a revolução de 25 de Abril;

  • Em Junho, a Comissão Administrativa da CMS pós 25 de Abril toma posse, composta por José Alfredo Costa Azevedo (presidente) José Joaquim de Jesus Ferreira, Aristides Campos Fragoso, Lino Paulo, Jorge Pinheiro Xavier, Cortêz Pinto, Álvaro de Carvalho, Manuel Monteiro Vasco,Carlos Quintela, António Manuel Carvalheiro, Manuel Maximiano e Mário Barreira Alves;

José Alfredo da Costa Azevedo

  • Valério Chiolas é presidente da comissão administrativa de Colares;
  • Reune-se em Colares a comissão local da CDE, o partido que vinha da oposição democrática;
  • Por essa época, o Jornal de Sintra custa dois escudos (1 cêntimo);
  • Morre o escritor e grande amigo de Sintra Ferreira de Castro;
  • Luis Pedroso Miguel é presidente do Mem Martins Futebol Clube;
  • Em Julho, morre Raul Lino, arquitecto com vasta obra em Sintra;
  • O Liceu Nacional de Sintra aprova uma moção defendendo a sua professora Maria Almira Medina, injustamente atacada;
  • Decorre uma polémica em torno da não abertura do Hospital de Sintra;
  • Em Setembro, é assinada a cedência do espólio dos escultores Anjos Teixeira, pai e filho, á Câmara de Sintra;
  • Hermínio Lopes de Sousa é presidente do Sport União Sintrense;
  • António Costa Alcobia é presidente da Junta de S.Martinho;
  • Por esta altura, um ministro ganhava 26 contos (cento e trinta euros) que podiam chegar a 35 com ajudas de custo.

1975

  • Em Janeiro, o Largo do Vítor , na Vila, passa a designar-se Largo Fereira de Castro;
  • A 5ª Divisão do EMGFA, ligada ao MFA, promove uma sessão de esclarecimento nos Bombeiros Voluntários de Colares;
  • Por esta época, uma “bica “ ao balcão custa 2$50 (dois cêntimos);
  • Em Março, ocorre um assalto à repartição de Finanças de Sintra de onde são roubados mais de 3 mil contos;
  • Em Abril, o PS ganha as eleições para a Assembleia Constituinte, no país e em Sintra;
  • Em Maio, morre o” Pintassilgo”, conhecido barbeiro de Colares;
  • António Mazziotti França presidente do Sport União Colarense;
  • Em Junho, é inaugurada a estátua de D.Fernando II no Ramalhão;
  • Em Agosto, os assaltantes das Finanças são presos, eram três meliantes conhecidos como “Tarzan”, “Al Capone”  e “Botica”;
  • Em Novembro, um incêndio destrói o palacete Schlumberger em Colares.

1976

  • Em Fevereiro, o grupo Pérola da Adraga leva à cena na Sociedade Recreativa de Almoçageme , “A Pérola das Sogras”;
  • A Imprensa refere regulares atrasos na linha de Sintra, onde na altura já circulam 40.000 pessoas por dia;
  • Em Abril, José Alfredo abandona a Comissão Administrativa, ficando no seu lugar Cortêz Pinto;
  • Em Abril, o PS vence as eleições para a Assembleia da República;
  • Em Junho, Ramalho Eanes é eleito Presidente da República, também em Sintra;
  • Em Dezembro, Julio Baptista dos Santos é eleito primeiro presidente da câmara depois do 25 de Abril, Maria Barroso presidente da Assembleia Municipal (depois substituída por José Valério Vicente). O PS elege 6 vereadores ( Júlio Baptista dos Santos,Rui Fonseca ,Sergio Melo,Alcides Matos,Oliveira Barbosa e Valério Chiolas)a FEPU 3 (Lino Paulo,Cortêz Pinto e Mário Alves) o PPD 1 (Eduardo Lacerda Tavares) e o CDS 1 (Fernandes Figueira);

Tenente Coronel Júlio Baptista dos Santos, presidente da CMS 1976-1979

  • Emídio Fernandes Costa é presidente da Junta de S.Martinho.

1977

  • Em Fevereiro, na Sociedade de Fontanelas e Gouveia José Valentim Lourenço encena a revista “Minha Aldeia, Minha Gente”;
  • Em Abril, a Sociedade Byron, de Londres, visita Sintra;
  • Em Junho, morre Mário Reis, um dos primeiros redactores do Jornal de Sintra:
  • Inauguração do miradouro de Santa Eufémia;
  • Em Setembro, é inaugurado o Museu Anjos Teixeira.

1978

  • Por essa época, Joaquim Meirim é treinador do Sport União Sintrense;
  • Em Julho, Fernando Ventura é presidente do Sport União Sintrense.

1979

  • Em Março, em Fontanelas sobe à cena em Fontanelas a revista “Sangue na Guelra”, actuando a Orquestra Flor da Aldeia, de Fontanelas;
  • Em Colares existe o conjunto musical Base, sendo vocalista Vítor Monteiro;
  • Em Outubro, a AD(Aliança Democrática) vence as eleições legislativas em Sintra com 37,2%;
  • Em Dezembro, José Lopes é eleito presidente da CMS pela AD.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: